Ouvir RFM Ouvir 80's RFM Ouvir RFM Clubbing Ouvir Oceano Pacifico
Agosto 2014
S T Q Q S S D
« Jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Dimensions – Um passeio matemático…

Um filme para todos. Nove capítulos, duas horas de matemática, para descobrir progressivamente a q

Ler mais

Terá Einstein errado?

O grande acelerador de partículas LHC (Large Hadron Collider ou Grande Colisionador de Hadrões) é

Ler mais

M. C. Escher - Metamorphose

This documentary is about the world famous graphic artist M. C. Escher (1898-1972). The film follows

Ler mais

Isto é Matemática

O "Isto é Matemática" pretende de uma forma simples e realista apresentar a forma como a Matemát

Ler mais

CvTv - A Matemática das Coisas

Nesta página poderá consultar os vídeos que estão disponíveis na CvTv - A Matemática das Coi

Ler mais

Físicos de Coimbra constroem detector para experiência Internacional de Física Nuclear

Uma equipa de investigadores de Coimbra construiu dois sectores de um detector para uma experiência

Ler mais

Divulgação

Webcast

  • CvTv – A Matemática das Coisas
    29 de Julho de 2011 | 23:18

    Nesta página poderá consultar os vídeos que estão disponíveis na CvTv – A Matemática das Coisas.

    h3.hungryfeed_feed_title {} p.hungryfeed_feed_description {} div.hungryfeed_items {} div.hungryfeed_item {margin-bottom: 10px;} div.hungryfeed_item_title {font-weight: bold;} div.hungryfeed_item_description {} div.hungryfeed_item_author {} div.hungryfeed_item_date {}

    CvTv - A Matemática das Coisas

    A Matemática dos Seguros

    No âmbito do ciclo de colóquios A Matemática das Coisas, realizou-se no dia 22 de Maio, no Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva, uma palestra sobre a Matemática dos Seguros com a participação de Teresa Caravina – MACIF Portugal Author: Ciencia Viva TV - CvTv Posted: May 25, 2010, 12:00 am

    A Matemática dos Telemóveis - Luis Correia

    Como se distinguem os utilizadores de telemóveis entre si durante um telefonema?…

    No Comments

  • Escolhas de Carlos Fiolhais
    27 de Abril de 2011 | 1:43

    Escolhas de livros dobre ciência feitas por Carlos Fiolhais com o objectivo de disseminação do interesse e gosto pela ciência.

    No Comments

  • Eureka – Boas Ideias em Ciência
    27 de Abril de 2011 | 0:34

    Eureka: o canal da UCV sobre a ciência feita na Universidade de Coimbra.

    No Comments

  • Matemáticos na Universidade de Coimbra
    26 de Abril de 2011 | 1:29

    A Universidade de Coimbra formou e teve como docentes um número significativo de Matemáticos que ficaram na história pelo contributo que deram para o desenvolvimento desta área do saber. A presente colecção olhará para a vida de alguns destes nomes, e para o modo como projectaram o nome da Universidade e da investigação nacional além fronteiras.

    No Comments

  • RSSArchive for Webcast »
Isto é Matemática

Isto é Matemática

Para acabar de vez com o mito
IEMs

O “Isto é Matemática” pretende de uma forma simples e realista apresentar a forma como a Matemática nos rodeia em grande parte da nossa vida.

Promovido pela Sociedade Portuguesa de Matemática, apresentado por Rogério Martins, Matemático e Professor Universitário, Direção Criativa de Tiago DaCunha Caetano e com Produção e Realização de Sigma 3, o programa “Isto é Matemática” é emitido pelo canal cabo SIC Notícias.…

11.º Ano

Prove que a sucessão de termo geral ${u_n} = 1 - {\left( { - 1} \right)^n}$ não é um infinitamente pequeno

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 74 Ex. 8

Enunciado

Prove qua a sucessão de termo geral ${u_n} = 1 – {\left( { – 1} \right)^n}$ não é um infinitamente pequeno.

Resolução >> Resolução

\[{u_n} = 1 - {\left( { - 1} \right)^n}\]

A sucessão $\left( {{u_n}} \right)$ é um infinitamente pequeno se e só se $\forall \delta  \in {\mathbb{R}^ + },\,\,\exists p \in \mathbb{N}:\,\,n > p \Rightarrow \left| {{u_n}} \right| < \delta $.…

11.º Ano

Prove que a sucessão é um infinitamente pequeno

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 74 Ex. 7

Enunciado

Prove que a sucessão de termo geral ${v_n} = \frac{5}{{n + 3}}$ é um infinitamente pequeno.

Resolução >> Resolução

\[{v_n} = \frac{5}{{n + 3}}\]

Seja $\delta  \in {\mathbb{R}^ + }$.

\[\begin{array}{*{20}{l}}
  {\left| {{v_n}} \right| < \delta }& \Leftrightarrow &{\left| {\frac{5}{{n + 3}}} \right| < \delta } \\
  {}& \Leftrightarrow &{\frac{5}{{n + 3}} < \delta } \\
  {}& \Leftrightarrow &{n\delta  + 3\delta  > 5} \\
  {}& \Leftrightarrow &{n > \frac{{5 - 3\delta }}{\delta }}
\end{array}\]

Conclui-se que $\forall \delta  \in {\mathbb{R}^ + },\,\,\exists p \in \mathbb{N}:\,\,n > p \Rightarrow \left| {{v_n}} \right| < \delta $.…

11.º Ano

De uma sucessão sabe-se que ${u_{2011}} = {10^{2011}} + 1$

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 71 Ex. 5

Enunciado

Seja $\left( {{u_n}} \right)$ uma sucessão tal que: ${u_{2011}} = {10^{2011}} + 1$.

  1. A sucessão  é um infinitamente grande positivo?
     
  2. Será $\left( {{u_n}} \right)$ um infinitamente grande negativo?
     
  3. Será que $\left( {{u_n}} \right)$ não é um infinitamente grande?

Resolução >> Resolução

\[{u_{2011}} = {10^{2011}} + 1\]

  1. A sucessão  é um infinitamente grande positivo?
11.º Ano

Averigue se a sucessão é um infinitamente grande

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 70 Ex. 3

Enunciado

Considere a seguinte afirmação:

“A sucessão de termo geral ${c_n} = {\left( { – 1} \right)^n}{n^3}$ é um infinitamente grande.”

Averigue se esta afirmação é verdadeira ou falsa.

Resolução >> Resolução

\[{c_n} = {\left( { - 1} \right)^n}{n^3}\]

A sucessão $\left( {{c_n}} \right)$ é um infinitamente grande se e só se $\left( {\left| {{c_n}} \right|} \right)$ for um infinitamente grande positivo.…

11.º Ano

Prove que a sucessão é um infinitamente grande negativo

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 70 Ex. 2

Enunciado

Seja $\left( {{b_n}} \right)$ uma sucessão tal que ${b_n} = \frac{{3 – 4n}}{2}$.

  1. Prove que a sucessão é um infinitamente grande negativo, usando a definição e sem usar a definição.
     
  2. Determine a menor ordem a partir da qual os termos da sucessão são inferiores a $ – 500$.
11.º Ano

Prove que a sucessão é um infinitamente grande positivo

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 70 Ex. 1

Enunciado

Considere a sucessão de termo geral ${a_n} = {n^2} + 1$.

Prove que a sucessão é um infinitamente grande positivo:

  1. usando a definição;
     
  2. sem usar a definição.

Resolução >> Resolução

\[{a_n} = {n^2} + 1\]

  1. Seja $M \in {\mathbb{R}^ + }$.
    \[\begin{array}{*{20}{l}}
      {{a_n} > M}& \Leftrightarrow &{{n^2} + 1 > M} \\
      {}& \Leftrightarrow &{{n^2} > M - 1} \\
      {}& \Leftrightarrow &{\begin{array}{*{20}{l}}
      {\left( {\begin{array}{*{20}{l}}
      {n \in \mathbb{N}}& \wedge &{M \in \left] {0,1} \right[}
    \end{array}} \right)}& \vee &{\left( {\begin{array}{*{20}{l}}
      {n > \sqrt {M - 1} }& \wedge &{M \in \left[ {1, + \infty } \right[}
    \end{array}} \right)}
    \end{array}}
    \end{array}\]
    Pelo exposto, conclui-se que $\forall M \in {\mathbb{R}^ + },\,\,\exists p \in \mathbb{N}:\,\,n > p \Rightarrow {a_n} > M$.
11.º Ano

A sucessão é monótona? E limitada?

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 60 Ex. 11

Enunciado

A sucessão de termo geral ${u_n} = n – {\left( { – 1} \right)^n}$ é limitada? E monótona?

Resolução >> Resolução

Ora, ${u_n} = n – {\left( { – 1} \right)^n} = \left\{ {\begin{array}{*{20}{l}}
  {n + 1}& \Leftarrow &{n\,\,{\text{ímpar}}} \\
  {n – 1}& \Leftarrow &{n\,\,{\text{par}}}
\end{array}} \right.$

 

Como ${u_1} = 2$, ${u_2} = 1$ e ${u_3} = 4$, então a sucessão não é monótona, pois ${u_1} > {u_2} < {u_3}$.…

11.º Ano

Estude a monotonia da sucessão definida por recorrência

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 59 Ex. 6

Enunciado

Estude a monotonia da sucessão definida por recorrência:

\[\left\{ {\begin{array}{*{20}{l}}
  {{r_1} = 1} \\
  {{r_n} = \frac{{{r_{n - 1}}}}{2},n \geqslant 2}
\end{array}} \right.\]

Resolução >> Resolução

\[\left\{ {\begin{array}{*{20}{l}}
  {{r_1} = 1} \\
  {{r_n} = \frac{{{r_{n - 1}}}}{2},n \geqslant 2}
\end{array}} \right.\]

A sucessão pode, também, ser definida por:

\[\left\{ {\begin{array}{*{20}{l}}
  {{r_1} = 1} \\
  {{r_{n + 1}} = \frac{{{r_n}}}{2},\forall n \in \mathbb{N}}
\end{array}} \right.\]

 

Antes de mais, convém reparar que todo o termo da sucessão é um número positivo, pois o primeiro termo é $1$ e, a partir deste, o termo consecutivo é metade do anterior (o que permite concluir que a sucessão é estritamente decrescente).…

11.º Ano

Mostre que é limitada a sucessão de termo geral ${u_n} = {\left( { - \frac{1}{5}} \right)^n}\frac{{4n{{\left( { - 1} \right)}^n} - 8}}{{5n + 3}}$

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 57 Ex. 11
Primeiros termos da sucessão

Enunciado

Mostre que é limitada a sucessão de termo geral ${u_n} = {\left( { – \frac{1}{5}} \right)^n}\frac{{4n{{\left( { – 1} \right)}^n} – 8}}{{5n + 3}}$.

Resolução >> Resolução

\[{u_n} = {\left( { - \frac{1}{5}} \right)^n}\frac{{4n{{\left( { - 1} \right)}^n} - 8}}{{5n + 3}}\]

 

Consideremos duas sucessões, \(\left( {{a_n}} \right)\) e \(\left( {{b_n}} \right)\), tais que os termos de ordem ímpar de \(\left( {{u_n}} \right)\) são termos da primeira e os termos de ordem par de \(\left( {{u_n}} \right)\) são termos da segunda:

\(n\)

\(1\)

\(2\)

\(3\)

\(4\)

\(5\)

\({a_n}\)

\(\frac{3}{{10}}\)

\(\frac{{16}}{{325}}\)

\(\frac{2}{{225}}\)

\(\frac{{24}}{{14375}}\)

\(\frac{1}{{3125}}\)

\({u_n}\)

\(\frac{3}{{10}}\)

\(0\)

\(\frac{2}{{225}}\)

\(\frac{8}{{14375}}\)

\(\frac{1}{{3125}}\)

\({b_n}\)

\( – \frac{1}{{10}}\)

\(0\)

\(\frac{2}{{1125}}\)

\(\frac{8}{{14375}}\)

\(\frac{3}{{21875}}\)

 

Desta forma, caso as sucessões \(\left( {{a_n}} \right)\) e \(\left( {{b_n}} \right)\) sejam limitadas, então também será limitada a sucessão \(\left( {{u_n}} \right)\).…

11.º Ano

A sucessão de termo geral ${u_n} = \operatorname{sen} \left( {\frac{{n\pi }}{2}} \right)$ é limitada? E monótona?

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 57 Ex. 8

Enunciado

A sucessão de termo geral ${u_n} = \operatorname{sen} \left( {\frac{{n\pi }}{2}} \right)$ é limitada? E monótona?

Resolução >> Resolução

\[{u_n} = \operatorname{sen} \left( {\frac{{n\pi }}{2}} \right)\]

A sucessão $\left( {{u_n}} \right)$ é a restrição a $\mathbb{N}$ da função \[\begin{array}{*{20}{l}}
  {f:}&{\mathbb{R} \to \mathbb{R}} \\
  {}&{x \to \operatorname{sen} \left( {\frac{\pi }{2}x} \right)}
\end{array}\]

que possui contradomínio $D{‘_f} = \left[ { - 1,1} \right]$.…

11.º Ano

Estude a monotonia da seguinte sucessão

Sucessões reais: Aleph 11 - Volume 3 Pág. 56 Ex. 4

Enunciado

Estude a monotonia da sucessão definida por recorrência:

\[\left\{ {\begin{array}{*{20}{l}}
  {{b_1} = 1} \\
  {{b_n} = 1 - {b_{n - 1}},n \geqslant 2}
\end{array}} \right.\]

Resolução >> Resolução

\[\left\{ {\begin{array}{*{20}{l}}
  {{b_1} = 1} \\
  {{b_n} = 1 - {b_{n - 1}},n \geqslant 2}
\end{array}} \right.\]

Comecemos por calcular os três primeiros termos da sucessão: \[\begin{array}{*{20}{l}}
  {{b_1} = 1}&{}&{{b_2} = 1 - {b_1} = 1 - 1 = 0}&{}&{{b_3} = 1 - {b_2} = 1 - 0 = 1}
\end{array}\]

Como ${b_1} > {b_2} < {b_3}$, conclui-se que a sucessão não é monótona.…